Health education in the State of São Paulo, Brazil: conceptions spread between 1917 and 1967

Authors

  • Maria Cristina da Costa Marques Maria Cristina
  • DANILO FERNANDES BRASILEIRO
  • João Oliveira João Gusmão

DOI:

https://doi.org/10.5944/hme.15.2022.30599

Keywords:

History, Public Health, Health education, Eugenics, Biopolitics

Abstract

The period from 1917 to 1967 was peculiar in the history of public health in São Paulo, Brazil, especially regarding the implementation and consolidation of measures aimed at individual and collective interventions supported by a set of norms and by hygienic rules for changing lifestyle hab­its, all made possible by numerous health education strategies. This study intends to identify the conceptions of health education that guided the prac­tice of health education between the years 1917 to 1967, in the State of São Paulo. It consists of a review of the scientific literature, consulted in digital databases, from which 214 previously selected articles from a rapid analysis led us to choose 14 articles for the documentary corpus of the study. Most of the 14 selected articles were produced by researchers from São Paulo be­tween 1936 and 2018, when the last article was published. We discovered two categories of analysis that reflect the concepts that underpinned the practice of health education in the State of São Paulo: (1) Health education as an Expression of Biopolitics and (2) Health education as an Expression of Eugenics. We conclude, therefore, that the State of São Paulo used health education as an ally to achieve its goals of building a project of modernity, leading to eugenics and biopolitics as the most compelling expressions of this process

Downloads

Download data is not yet available.

References

Almeida, Fábio de Oliveira «Reforma Sanitária e Política Paulista: as relações entre os processos de profissionalizações dos médicos de São Paulo e políticas de saúde do governo estadual Adhemar de Barros» Tese de mestrado, Universidade Federal de São Carlos, 2010.

Brasileiro, Danilo Fernandes, Rodrigo Contrera Ramos, Bianca Oliveira Ferro e Maria Cristina da Costa Marques «O Governo do Estado de São Paulo se interessa pelo teu filho: o ideal de mãe em São Paulo de 1937 a 1964», História da enfermagem: revista eletrônica 9, no. 1 (2018). <https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-948334>.

Blount, John Allen «A administração da saúde pública no estado de São Paulo o serviço sanitário 1892-1918» Revista de administração de empresas 12, no. 4 (1972). https://doi.org/:10.1590/S0034-75901972000400003.

Candeias, Nelly Martins Ferreira «Evolução histórica da educação em saúde como disciplina de ensino na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo - 1925 a 1967», Revista Saúde Pública 22, no. 4 (1988). https://doi.org/:10.1590/S0034-89101988000400013.

Cont, Valdeir Del «Francis Galton: eugenia e hereditariedade» Science la estudia 6, no. 2 (2008). https://doi.org/:10.1590/S1678-31662008000200004.

Duarte, Ivomar Gomes «O código sanitário estadual de 1918 e a epidemia de gripe espanhola» Cardernos. de História da Ciência 5, no. 1 (2009), http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S180976342009000100004&lng=pt&nrm=iso.

Faria, Lina «A Fundação Rockefeller e os serviços de saúde em São Paulo (1920-30): perspectivas históricas», História Ciência Saúde – Manguinhos 9. no. 3 (2002). https://doi.org/:10.1590/S0104-59702002000300005.

Furtado, Rafael Nogueira e Juliana Camilo Aparecida de Oliveira «O conceito de biopoder no pensamento de Michel Foucault», Subjetividades 16, no. 3 (2016). https://doi.org/:10.5020/23590777.16.3.34-44.

Foucault, Michel Foucault. Segurança, território, população: Curso dado no Collège de France (1977-1978). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

Marques, Maria Cristina da Costa, Danilo Fernandes Brasileiro e Suzana César Gouveia Fernandes «Informação e disciplina: a Coletânea de Educação Sanitária do estado de São Paulo, Brasil (1939-1952)», Interface (Botucatu) 21, no. 61 (2017): 397-410. https://doi.org/:10.1590/1807-57622016.0100.

Mascarenhas, Rodolfo Santos «Contribuição para o estudo da administração estadual em São Paulo» Tese de Livre-Docência, Faculdade de Higiene e Saúde Pública da Universidade de São Paulo, 1949.

Mantovani, Rafael e Maria Cristina da Costa Marques. «Higiene como prática individual e como instrumento de Estado», História, Ciências, Saúde – Manguinhos 27, no. 2 (2020): 337-354. https://doi.org/:10.1590/s0104-59702020000200002.

Merhy, Emerson Elias, A saúde pública como política. São Paulo: Hucitec, 2006.

Mello, Guilherme Arantes, Nelson Ibanez e Ana Luiza d'Ávila Viana «Um olhar histórico sobre a questão regional e os serviços básicos de saúde no Estado de São Paulo», Saúde Sociedade 20, no. 4 (2011). https://doi.org/:10.1590/S0104-12902011000400004.

Mello, Guilherme Arantes «Pensamento clássico da saúde pública paulista na era dos centros de saúde e educação sanitária», Revista Saúde Pública 46, no. 4 (2012). https://doi.org/:10.1590/S0034-89102012005000049.

Mota, André, Lilia Blima Schraiber e José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres «A Reforma Leser: a arquitetura de um projeto de saúde pública paulista, 1967-1979», Saúde Sociedade 28, no. 4 (2019): 267-283. https://doi.org/:10.1590/s0104-12902019190043.

Mota, André. Quem tem medo da eugenia? Permanências discursivas de uma prática inacabada. «As doenças e os medos sociais», organizado por Monteiro, Yara Nogueira e Maria Luiza Tucci Carneiro, 219 -249. São Paulo: Fap-Unifesp, 2012.

Mota, André «Higienizando a raça pelas mãos da educação ruralista: o caso do Grupo Escolar Rural do Butantan em 1930», Interface (Botucatu) 14, no. 32 (2010): 09-22. https://doi.org/:10.1590/S1414-32832010000100002.

Reis, José Roberto Franco «"De pequenino é que se torce o pepino": a infância nos programas eugênicos da Liga Brasileira de Higiene Mental », História ciencia saúde – Manguinhos 7, no. 1 (2000):135-157. https://doi.org/:10.1590/S0104-59702000000200007.

Renovato, Rogério e Maria Bagnato «A Educação Sanitária Nos Centros De Saúde De São Paulo (1925-1930): Práticas E Sujeitos», História da enfermagem: Revista eletrônica 2, no. 2 (2011). <https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1028940>.

Renovato, Rogério Dias e Maria Helena Salgado Bagnato «Práticas educativas em saúde: um território de saber, poder e produção de identidades», Texto & Contexto - Enfermagem 19, no. 3 (2009). https://doi.org/:10.1590/S0104-07072010000300018.

Rocha, Heloísa Helena Pimenta «A educação sanitária como profissão feminina», Cadernos Pagu, no. 24 (2005). https://doi.org/:10.1590/S0104-83332005000100005.

Rodrigues, Jaime e Maria Vasconcellos «A guerra e as laranjas: uma palestra radiofônica sobre o valor alimentício das frutas nacionais (1940)», História Ciências Saúde – Manguinhos 14, no. 4 (2007). https://doi.org/:10.1590/S0104-59702007000400016.

Santos, Ricardo Augusto «O Plano de Educação Higiênica de Belisário Penna. 1900-1930», Dynamis 32, no. 1 (2012). https://doi.org/:10.4321/S0211-95362012000100003.

Soares, Márcia Guedes «A Política de Educação do Serviço Sanitário de São Paulo entre a República Velha e o Estado Novo ». Dissertação de Mestrado/PhD diss., Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, 2017.

Souza, Vanderlei Sebastião de «Arthur Neiva e a questão nacional nos anos 1910 e 1920», História, Ciências, Saúde – Manguinhos 16, no. 1 (2009). https://doi.org/:10.1590/S0104-59702009000500012.

Souza, Érica Mello de «Educação sanitária: orientações e práticas federais desde o Serviço de Propaganda e Educação Sanitária ao Serviço Nacional de Educação Sanitária (1920-1940)». Dissertação, Casa de Oswaldo Cruz, 2012.

Souza, Marcela Tavares de, Michelly Dias da Silva e Rachel de Carvalho «Revisão integrativa: o que é e como fazer» Einstein (São Paulo) 8, no. 1 (2010). https://doi.org/:10.1590/s1679-45082010rw1134.

Silva, Cristiane Maria da Costa, Marcelo de Castro Meneghim, Antonio Carlos Pereira e Fábio Luiz Mialhe «Educação em saúde: uma reflexão histórica de suas práticas», Ciência e saúde coletiva 15, no. 5 (2010). https://doi.org/:10.1590/S1413-81232010000500028.

Kobayashi, Elisabete, Lina Faria e Maria Conceição Costa «Eugenia e Fundação Rockefeller no Brasil: a saúde como proposta de regeneração nacional», Sociologias, no. 22 (2009): 314-351. https://doi.org/:10.1590/S1517-45222009000200012.

Vieira, Francisco Borges «Eschema da organização sanitária do Estado de São Paulo, Boletín de la Oficina Sanitaria Panamericana (OSP) 15, no. 1 (1936). <https://iris.paho.org/handle/10665.2/18187>.

Published

2021-12-20

How to Cite

Maria Cristina, M. C. da C. M., BRASILEIRO, D. F., & João Gusmão, J. O. (2021). Health education in the State of São Paulo, Brazil: conceptions spread between 1917 and 1967 . Historia Y Memoria De La Educación, (15), 203–228. https://doi.org/10.5944/hme.15.2022.30599