[1]
R. D. B. de Meneses, «Valor e limites da causalidade em Schlick : sentido e aplicações», Endoxa (Madr.), vol. 1, n.º 27, pp. 161–186, ene. 2011.