The academic production on open educational resources in Portuguese / La producción académica en portugués sobre recursos educativos en abierto

Airton Zancanaro, Tel Amiel

Resumen


Open Educational Resources (OERs) have led to a new outlook on the circulation and production of educational content in print and digital forms. OERs have become an important element in the search for emerging and sustainable models for education, including initiatives such as open textbooks. In spite of its increasing popularity around the world, we still know little with regard to the academic production around OERs. This study presents a bibliometric analysis of the Portuguese-language production on OERs published until May 2015 and gathered from multiple databases and journals. The study presents a thematic analysis of the identified works and their association networks for institutions, and provides a critical outlook regarding academic production for OERs in Portuguese. The study aims both to contribute to the visibility of works published in less-prominent languages in academia such as Portuguese and to boost collaboration between authors who often discuss similar aspects of OERs but might be unaware of others working in similar areas of interest.

____________________________________________________

Los estudios sobre Recursos Educativos en Abierto (REA) proporcionan nuevas perspectivas sobre la circulación y producción de contenidos educativos impresos y digitales. Los REA son componentes importantes en la búsqueda de modelos educativos emergentes y sostenibles, como, por ejemplo, los libros didácticos abiertos. A pesar de su popularidad en todo el mundo, poco se sabe acerca de la producción académica en portugués con uso de REA. Este estudio tiene como objetivo describir y analizar la literatura académica en el idioma portugués sobre REA publicada hasta mayo de 2015, usando como fuente de consulta diversas bases de datos y revistas científicas que utilizan técnicas bibliométricas. El estudio analiza los trabajos identificados por temáticas y redes de instituciones, y se presenta una crítica sobre el estado del arte de la producción académica en idioma portugués con uso de REA. De esta forma, este estudio pretende contribuir al aumento de la visibilidad de la producción académica en lenguas menos prominentes como el portugués, y fomentar la integración y la colaboración entre autores que frecuentemente abordan la misma temática ignorando los estudios sobre REA desarrollados – o en desarrollo - por otros.


Palabras clave


Open Educational Resources; bibliometrics; academic work in Portuguese./ Recursos educativos en abierto; bibliometría; producción académica en portugués.

Texto completo:

PDF (English)

Referencias


Aires, L. (2016). e-Learning, Educação Online e Educação Aberta: Contributos para uma reflexão teórica. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia (RIED), 19(1), 253-269.

Alencar, A., & Neto, J. M. (2012). Democratizando o Acesso à Vida e Obra de Paulo Freire: a experiência do Projeto Paulo Freire Memória e Presença. Paper presented at the I Congresso Brasileiro de Informática na Educação.

Amiel, T. (2014). Recursos Educacionais Abertos: uma análise a partir do livro didático de história. Revista História Hoje, 3(5), 189-205.

Amiel, T., Pretto, N. L., Inuzuka, M. A., & Lima, P. d. S. N. (2014). Curso REA: a construção de um curso aberto apoiado por software livre de mídias sociais. Paper presented at the II Escola Regional de Informática de Goiás.

Amiel, T., & Santos, K. (2013). Uma análise dos termos de uso de repositórios de recursos educacionais digitais no Brasil. Trilha Digital, 1(1), 118-133.

Arimoto, M. M., & Barbosa, E. F. (2012). A systematic review of methods for developing open educational resources. Paper presented at the 20th International Conference on Computers in Education, Singapore.

Baran, P. (1962). On distributed communication networks. Santa Monica. Santa Monica, California: RAND Corporation.

Barchik, R. G. (2015). Inovação disruptiva na criação e disseminação de repositórios institucionais de recursos educacionais abertos. (Mestrado Dissertação), Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Bufrem, L., & Prates, Y. (2005). O saber científico registrado e as práticas de mensuração da informação. Ci. Inf., 34(2), 9-25.

Butcher, N. (2011). A Basic Guide to Open Educational Resources (OER). Paris, França: Unesco/Commonwealth of Learning.

Caro, E. T., & Lesko, I. (2014). Analysis of successful modes for the implementation and use of Open Course Ware (OCW) & Open Educational Resources (OER) in higher education. The virtual mobility case. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia (RIED), 17(1), 131-148.

Carvalho, M. A. M. d. (2014). Marketing académico com base em conteúdos educativos. (Mestrado Dissertação), Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa.

Cobo, C. (2013). Exploration of Open Educational Resources in Non-English Speaking Communities. International Review of Research in Open and Distance Learning, 14(2), 106-128.

Costa, F. P. B. d., Correa, S. C. S., & Freitas, R. C. (2014). Recursos Educacionais Abertos sobre IPv6: um processo de construção e de avaliação da qualidade. Paper presented at the III Congresso da Sociedade Brasileira de Computação.

Cruz-Riascos, S., Rezende, L. V. R., & Cordeiro, W. Y. (2014). Recursos Educacionais Abertos em bibliotecas universitárias brasileiras: explorando ações e tendências. Cadernos BAD(2), 143-147.

Downes, S. (2007). Models for sustainable open educational resources. Interdisciplinary Journal of Knowledge and Learning Objects, 3, 29-44.

Duran, M. R. d. C., Amiel, T., Martins, E. M., & Costa, C. (2014). Modelos estruturais de gestão EaD nas instituições públicas de ensino superior do Brasil. Paper presented at the Congreso Iberoamericano de Ciencia, Tecnología, Innovación y Educación.

Espindola, J. d., Pereira, A. M. d. A., & Alves, T. P. (2014). Competência digital e possibilidades de colaboração com Recursos Educaionais Abertos (REAs). Paper presented at the Encontro de Pesquisa Educacional em Pernambuco.

Ferreira, G. M. d. S., Campos, A. F., Bártholo, H., & Markenson, S. (2014). Facebook e recursos educacionais abertos na formação de pesquisadores em educação: percepções e reflexões. Educação, Formação & Tecnologias, 7(1), 47-60.

Fettermann, J. V. (2014). Recursos Educacionais Abertos na formação do professor-autor: reflexões teóricas. LINKSCIENCEPLACE - Revista Científica Interdisciplinar, 1(2), 10-17.

Gazzola, M. G., Ciferri, C. D. A., & Gimenes, I. M. S. (2014). SeeOER: Uma Arquitetura para Mecanismo de Busca na Web por Recursos ducacionais Abertos. Paper presented at the III Congresso Brasileiro de Informática na Educação.

Grimm, G. d. F. H. (2014). Sistematização de recurso educacional aberto para introdução à semiótica Peirceana. (Mestrado Dissertação), Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba.

Hilu, L., Torres, P. L., & Behrens, M. A. (2015). REA (Recursos Educacionais Abertos) - Conhecimentos e (des)conhecimentos. Revista Científica e-curriculum, 13(1), 130-146.

Hylén, J. (2006). Open Educational Resources: Opportunities and Challenges (pp. 10). Paris, França: Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD).

Largo, F. L. (2011). La biblioteca universitaria como difusor de la innovación educativa. estrategia y política institucional de la universidad de Alicante. ARBOR Ciencia, Pensamiento y Cultura, 187(Extra 3), 89-100.

Lima, S. M. M., & Rodrigues, B. G. (2014). Recursos Educacionais Abertos: reflexões sobre as possibilidades atuais no ensino de língua inglesa mediante a inflexibilidade da lei 9.610 do direito autoral. Cad. Ed. Tec. Soc., 7, 396-403.

Manovich, L. (2001). The Language of New Media. Cambridge: The MIT Press.

Materu, P. N. (2004). Open Source Courseware: A Baseline Study: The World Bank.

Nogueira, U. S., Amorim, R. J. R., & Lóscio, B. F. (2014). Desenvolvimento de uma ontologia para Recursos Educacionais Abertos e Fragmentados usando a abordagem METHONTOLOGY. Paper presented at the III Congresso Brasileiro de Informática na Educação.

Okada, A. (2008). Estratégias de webconferencia com FlashMeeting na aprendizagem aberta. Paper presented at the XIV Encontro Nacional de Didca e Prca de Ensino, ENDIPE2008, Porto Alegre.

Okada, A. (2014). Mapas do conhecimento com recursos educacionais abertos aplicados à coaprendizagem baseada em coinvestigação. In P. ı. Torres (Ed.), Complexidade : Redes e Conexões na Produção do Conhecimento (pp. 213–237). Curitiba: SENAR - PR.

Otsuka, J., Beder, D., Montanaro, P., Rocca, I., & Ghelardi, A. (2012). Desenvolvimento de jogos educacionais abertos. Paper presented at the I Congresso Brasileiro de Informática na Educação.

Parrish, P. E. (2004). The trouble with learning objects. Educational Technology Research and Development, 52(1), 49-67.

Pereira, A. M. d. A. (2015). Uso dos recursos educacionais abertos (REA) na educação superior/UAB:sonho ou realidade? (Dissertação Dissertação), Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Pesce, L. (2013). A Potência Didática dos Recursos Educacionais Abertos para a Docência na Contemporaneidade. Revista Eletrônica da Educação, 7(2), 195-210.

Piedra, N., Chicaiza, J., López, J., Caro, E. T., & Martinez, O. (2011). Finding OERs with social-semantic search. Paper presented at the IEEE Global Engineering Education Conference (EDUCON) – "Learning Environments and Ecosystems in Engineering Education", Amman.

Pinheiro, D. S. (2014). Potencialidades dos recursos educacionais abertos para educação formal em tempos de cibercultura. (Mestrado Dissertação), Universidade Federal da Bahia, Salvador.

Rego, T. C. (2014). Produtivismo, pesquisa e comunicação científica: entre o veneno e o remédio. Educ. Pesqui., 40(2), 325-346.

Rodrigues, D. O. (2014). Limites aos direitos de autor sob a perspectiva do direito internacional dos direitos humanos: estudo dos limites aos direitos de autor frente aos direitos de acesso ao conhecimento e à educação nos ordenamentos internacional e interno. (Mestrado Dissertação), Univerisdade de São Paulo, São Paulo.

Roncarelli, D. (2012). ÁGORA: Concepção e organização de uma taxonomia para análise e avaliação de Objetos Digitais de Ensino-Aprendizagem. (Tese de Doutorado), Universidade Federal de Santa Catarifna, Florianópolis. Available from Capes - Banco de Teses

Rossini, C., & Gonzalez, C. (2012). REA: o debate em política pública e as oportunidades para o mercado. In B. Santana, C. Rossini & N. D. L. Pretto (Eds.), Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas (pp. 35-70). Salvador- BA; São Paulo - SP: Edufba/Casa da Cultura Digital.

Roth, R. (2013). Estratégias de implementação e desenvolvimento de um sistema de ensino aberto e a distância para a Universidade dos Açores. Universidade dos Açores.

Saad, P. F., & Fazion, C. B. (2014). A contribuição dos Recursos Educacionais Abertos para a qualificação da mão de obra e o aumento da produtividade no Brasil. Paper presented at the XIV Colóquio Internacional de Gestão Universitária, Florianópolis.

Santana, B., Rossini, C., & Pretto, N. D. L. (2012). Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas. Salvador- BA; São Paulo - SP: Edufba/Casa da Cultura Digital.

Santarosa, L. M. C., Conforto, D., & Schneider, F. C. (2013). Tecnologias na Web 2.0: o empoderamento na educação aberta. Paper presented at the III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning.

Santos, A. I. d. (2013). Recursos Educacionais Abertos no Brasil - o estado da Arte, desafios e perspectivas para o desenvolvimento e inovação: UNESCO/CETIC.br.

Santos, R. F. d. J. (2009). Padronização dos materiais didáticos de educação a distância armazenados em recursos educacionais abertos. (Graduação Trabalho de Conclusão de Curso), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Silveira, S. A. d. (2012). Formatos abertos. In B. Santana, C. Rossini & N. D. L. Pretto (Eds.), Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas (pp. 109-120). Salvador- BA; São Paulo - SP: Edufba/Casa da Cultura Digital.

Souza, R. C. d., & Neto, F. M. M. (2015). Construção de um Repositório de Recursos Educacionais Abertos Baseado em Serviços Web para Apoiar Ambientes Virtuais de Aprendizagem. RENOTE, 12(2).

Spilker, M. J., & Nascimento, L. (2013). Comunidades de aprendizagem emergentes: Uma abordagem à educação disruptiva. Paper presented at the Simpósio Internacional de Informática Educativa.

Tomás, C. d. R. (2013). Web semântica e personalização: Repercussões da interação semântica com recursos educacionais abertos na identidade virtual do estudante e nos ambientes de aprendizagem online. (Dissertação de Mestrado), Universidade Aberta de Portugal.

UNESCO/COL. (2011). Guidelines for Open Educational Resources (OER) in Higher Education. (pp. 32). Paris: UNESCO.

Zancanaro, A. (2015). Produção de Recursos Educacionais Abertos com foco na disseminação do conhecimento: uma proposta de framework. (Doutorado Tese), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Zancanaro, A., Erpen, J. G., Santos, J. L. S., Stell, A. V., & Todesco, J. L. (2013). Mapeamento da produção científica sobre memória organizacional e ontologias. Perspectivas em Ciência da Informação, 18(1), 43-65.

Zancanaro, A., Todesco, J. L., & Ramos, F. (2015). A bibliometric Mapping of Open Educational Resources. International Review of Research in Open and Distributed Learning, 16(1), 1-23.




DOI: http://dx.doi.org/10.5944/ried.20.1.16332

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




RIED. Revista Iboeroamericana de Educación a Distancia
(La Revista Iberoamericana de la Educación Digital)

 
Director/Editor : Lorenzo García Aretio
UNED, Facultad de Educación
C/ Juan del Rosal, 14
28040 Madrid (Spain).
ried@edu.uned.es 
ISSN :1138-2783
E-ISSN : 1390-3306
Depósito Legal : M- 36.279 -1997
Edita: Asociación Iberoamericana de Educación Superior a Distancia (AIESAD
)    

Reconocimiento NoComercial (by-nc): Se permite la generación de obras derivadas siempre que no se haga un uso comercial. Tampoco se puede utilizar la obra original con finalidades comerciales.
SÍGUENOS EN:

https://2.bp.blogspot.com/-wtzwURZeg6I/V_y8vM5DmdI/AAAAAAABKKQ/y_fW6U2dW3cOLG6z-tUwJ9u1Pwt9ltXHACLcB/s320/blogger_b_logo.jpg   https://4.bp.blogspot.com/-Q3lAzaCezXA/V_TZ0BTuIkI/AAAAAAABKF4/wP8QRQVCPiQnk0sE7nEDnZHY5F03AOjbgCLcB/s200/twitrer_120%2B%25281%2529.jpg  https://4.bp.blogspot.com/-4So1RLxqN7Q/VHMWABdXX9I/AAAAAAAAb4E/mV00Ac5Gm-Q/s1600/fb_icon_325x325.png    https://1.bp.blogspot.com/-S7ecZmnt3os/Vzmf77J7EfI/AAAAAAABEYc/g3MJ_0z_noUtAiLS7MRRHXgzOkGbZbfUACLcB/s200/scholar_logo_lg_2011.gif 
 

Colaboran con RIED:

https://2.bp.blogspot.com/-VKcDNIR3Sqk/V_aPanb6P0I/AAAAAAABKIA/XSdUeendX2wJ_afKOCIIkxkZjW0ZnT0vACLcB/s320/logoCUED.jpg       https://3.bp.blogspot.com/-wxw5W-VCRGA/WAnp69yeyuI/AAAAAAABKgo/LHi490KturcyZQE7KnlK2ZT9taWEUXkgQCLcB/s320/logo-AM2.01.png