A autorregulação da aprendizagem e a formação de professoras do campo na modalidade de ensino a distância

Luciana Toaldo Avila, Lourdes Maria Bragagnolo Frison

Resumen


Diferentes políticas nacionais de educação vêm sendo formuladas para que seja garantida uma educação mais igualitária aos diferentes contextos sociais brasileiros. De forma a atender as necessidades da realidade das escolas não urbanas, o Ministério da Educação (MEC), através do Programa de Educação para o Campo (PRONACAMPO), investiu na criação de cursos de Licenciatura em Educação do Campo (CLECs), na modalidade de Ensino a Distância (EaD), com a intenção de formar professores capacitados para atuarem especificamente nas escolas rurais. Pensando-se na qualidade de formação desses professores, principalmente na forma como gerem seus processos de aprendizagem e ensino, o objetivo desta pesquisa foi o de investigar, por meio da análise de narrativas, se estudantes de um curso na modalidade EaD, matriculados em um CLEC da região sul do Brasil, revelam utilizar estratégias de autorregulação para beneficiar suas aprendizagens ao longo da execução dos estágios curriculares supervisionados, obrigatórios no curso. As narrativas, construídas e registradas em um “memorial formativo”, foram analisadas, com base no construto da autorregulação da aprendizagem, por meio do método da análise textual discursiva. A análise revelou que os estudantes investigados foram capazes de utilizar diferentes estratégias de autorregulação da aprendizagem, classificadas em estratégias comportamentais, cognitivas/metacognitivas e motivacionais, durante o período que compreendeu a execução de seus estágios. Conclui-se que, a utilização das estratégias permitiu aos estudantes desempenharem um papel mais consciente e autônomo nas suas aprendizagens, características estas importantes para o alcance das metas e objetivos de um estudante na modalidade de ensino a distância. Além de contribuírem com a aprendizagem dos alunos, uma vez que ao tomarem consciência dos desafios e buscarem resolvê-los, por meio do emprego de diferentes estratégias, beneficiaram seus alunos com práticas mais reflexivas e contextualizadas com as reais necessidades locais. 


Palabras clave


Educação a distância; formação de professores; autorregulação da aprendizagem.

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))

Referencias


Abrahão, M., & Passegi, M. (2012). As narrativas de formação, a teoria do professor reflexivo e a autorregulação da aprendizagem. In A. M. Veiga Simão, L. M. B. Frison, M. Abrahão (Org.), Autorregulação da aprendizagem e narrativas autobiográficas: epistemologia e prática (pp. 53-72). Natal: EDUFRN; Porto Alegre: EDIPUCRS; Salvador: EDUNEB.

Arroyo, M. (2007). Políticas de formação de educadores(as) do campo. Caderno Cedes, 27 (7), 157-176.

Beluce, A. C., & Oliveira, K. L. (2012). As estratégias de ensino e de aprendizagem em condições de ensino online. Revista Hipertextus, 9, 1-16.

Chiecher, A. (2006). Autorregulación em Estudiantes Universitarios: estudio comparativo em contextos presenciales y virtuales. In L. Maria Zulma (Org.), El Aprendizaje autorregulado: enseñar a aprender em diferentes entornos educativos (pp. 39-52). Buenos Aires: Centro de Publicaciones Educativas Y Material didáctico.

Dias, D., & Veiga Simão, A. M. (2007). O conhecimento estratégico e a auto-regulação do aprendente. In A. M. Veiga Simão, A. Lopes da Silva, I. Sá. (Org.), A auto-regulação da aprendizagem: das concepções às práticas (pp. 93-130). Lisboa: Educa/Unidade de I & D de Ciências da Educação.

Embuena; V., & Amorós, M. (2012). Oportunidades auténticas para autorregular los aprendizajes. El caso del Practicum de los estudios de Psicopedagogia. Cadernos de Educação/Fae/PPGE/UFPel, 42, 67-95.

Lopes da Silva, A. (2004). Auto-regulação da aprendizagem: a demarcação de um campo de estudo e de intervenção. In A. Lopes da Silva, A. Duarte, I. Sá, A. M. Veiga Simão (Org.), Aprendizagem auto-regulada pelo estudante: perspectivas psicológicas e educacionais (pp. 17-39). Porto: Porto Editora.

Ministério da Educação (MEC)- Brasil (2014). Institucional. Portal do MEC. Recuperado em: http://portal.mec.gov.br

Moraes, R.; & Galiazzi, M. (2006). Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência e Educação, 12 (1), 117-128.

Pocinho, M. (2010). Psicologia, cognição e sucesso escolar: concepções e validação dum programa de estratégias de aprendizagem. Psicologia: reflexão e crítica, 23 (2), 362-373.

Portal Brasil (2012). PRONACAMPO vai melhorar qualidade do ensino no campo para aumentar a produtividade. Portal Brasil. Recuperado em: http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2012/03/20/governo-lanca-programa-de-educacao-para-populacao-rural

Pozo, J. I. (2002). Aprendizes e mestres: a nova cultura de aprendizagem. Porto Alegre: Artmed Editora.

PPC- Projeto pedagógico do curso de licenciatura em educação do campo (2012). MEC/UAB/UFPel. Pelotas.

Punhagui, G., & De Souza, N. (2012). A autoavaliação para a autorregulação da aprendizagem em língua estrangeira: apontamentos. Cadernos de Educação/ FaE/PPGE/UFPel, 42, 199-221.

Reis, S. R., Battini, O., & Strang, B. S. (2014). Reflexões sobre aspectos da formação de professores a distância. RIED. Revista IberoAmericana de Educacíon a Distancia, 17 (2), 17-35.

Rosário, P., Almeida, L., & Oliveira, A. Estratégias de Auto-Reglação da Aprendizagem, Tempo de Estudo e Rendimento Escolar: Uma Investigação No Ensino Secundário. Psicologia: Teoria, Investigação e Prática, Braga, n.2, p.197-213, 2000.

Rosário, P., Trigo, J., & Guimarães, C. (2003). Estórias para estudar, histórias sobre o estudar: narrativas auto-regulatórias na sala de aula. Revista Portuguesa de Educação, 16 (2), 117-133.

Santos, O., & Burochovitch, E. (2011). Estratégias de aprendizagem e aprender a aprender: concepções e conhecimentos de professores. Psicologia: ciência e profissão, 31 (2), 284-295.

Serafim, T., & Boruchovitch, E. (2010). O pedir ajuda: concepções dos estudantes do ensino fundamental. Estudos interdisciplinares em Psicologia, 1 (2), 159-171.

Veiga Simão, A. M. (2002). Aprendizagem estratégica: uma aposta na autorregulação. Lisboa: Ministério da educação.

Veiga Simão, A. M. (2004). O conhecimento estratégico e a auto-regulação da aprendizagem: implicações em contexto escolar. In. A. Lopes da Silva, A. Duarte, I. Sá, A. M. Veiga Simão (Org.), Aprendizagem auto-regulada pelo estudante: perspectivas psicológicas e educacionais (pp. 77-94). Porto: Porto Editora.

Veiga Simão, A. M. (2006). Auto-regulação da Aprendizagem: um desafio para a formação de professores. In R. Bizarro, F. Braga (Org.), Formação de professores de línguas estrangeiras: reflexões, estudos e experiências (pp. 192-206). Porto: Porto: Porto Editora.

Vygotsky, L. (2001). Construção do pensamento e da linguagem. 11ª ed. São Paulo: Martins Fontes.

Yin, R. K. (2007). Estudo de caso: planejamento e métodos. 3ed. Porto Alegre: Bookman.

Zimmerman, B. J. (2001). Theories of Self-Regulated Learning and Academic Achievemente: An Overview and analysis. In. B. J. Zimmerman, D. Schunk (Org.), Self-regulated learning and academic achievement (pp. 1-37). New jersey: Lawrence Erlbaum associates.




DOI: http://dx.doi.org/10.5944/ried.19.1.14487

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




RIED. Revista Iboeroamericana de Educación a Distancia
(La Revista Iberoamericana de la Educación Digital)

 
Director/Editor : Lorenzo García Aretio
UNED, Facultad de Educación
C/ Juan del Rosal, 14
28040 Madrid (Spain).
ried@edu.uned.es 
ISSN :1138-2783
E-ISSN : 1390-3306
Depósito Legal : M- 36.279 -1997
Edita: Asociación Iberoamericana de Educación Superior a Distancia (AIESAD
)    

Reconocimiento NoComercial (by-nc): Se permite la generación de obras derivadas siempre que no se haga un uso comercial. Tampoco se puede utilizar la obra original con finalidades comerciales.
SÍGUENOS EN:

https://2.bp.blogspot.com/-wtzwURZeg6I/V_y8vM5DmdI/AAAAAAABKKQ/y_fW6U2dW3cOLG6z-tUwJ9u1Pwt9ltXHACLcB/s320/blogger_b_logo.jpg   https://4.bp.blogspot.com/-Q3lAzaCezXA/V_TZ0BTuIkI/AAAAAAABKF4/wP8QRQVCPiQnk0sE7nEDnZHY5F03AOjbgCLcB/s200/twitrer_120%2B%25281%2529.jpg  https://4.bp.blogspot.com/-4So1RLxqN7Q/VHMWABdXX9I/AAAAAAAAb4E/mV00Ac5Gm-Q/s1600/fb_icon_325x325.png    https://1.bp.blogspot.com/-S7ecZmnt3os/Vzmf77J7EfI/AAAAAAABEYc/g3MJ_0z_noUtAiLS7MRRHXgzOkGbZbfUACLcB/s200/scholar_logo_lg_2011.gif 
 

Colaboran con RIED:

https://2.bp.blogspot.com/-VKcDNIR3Sqk/V_aPanb6P0I/AAAAAAABKIA/XSdUeendX2wJ_afKOCIIkxkZjW0ZnT0vACLcB/s320/logoCUED.jpg       https://3.bp.blogspot.com/-wxw5W-VCRGA/WAnp69yeyuI/AAAAAAABKgo/LHi490KturcyZQE7KnlK2ZT9taWEUXkgQCLcB/s320/logo-AM2.01.png