Percepção do estudante de educação técnica a distância de nível médio sobre a realização das tarefas avaliadas no ambiente virtual

Alexandre Costa Quintana, Vera Lucia Pinheiro Fernandes

Resumen


O advento da tecnologia da informação e comunicação permite que o processo de ensinoaprendizagem não fique restrito a sala de aula; ele rompe estas fronteiras permitindo que o estudante construa seu conhecimento no ambiente de trabalho, doméstico ou onde ele estiver e no horário que melhor lhe convir. Assim, a educação a distância ganha espaço neste contexto, e junto surge um questão relacionada: a como avaliar este estudante? No ambiente virtual, normalmente a avaliação é feita uma parte virtualmente, por meio de atividades propostas pelo professor e outra presencial. Sendo assim, a atividade avaliada torna-se de grande importância para o estudante, pois além de somar a sua nota final, faz com que o mesmo sinta-se parte integrante deste processo ensino-aprendizagem ao participar das atividades, chats e fóruns. Neste sentido, este trabalho teve por objetivo verificar a percepção do estudante da educação técnica à distância de nível médio sobre a realização de suas tarefas avaliadas no Ambiente virtual de aprendizagem. Este trabalho foi executado por meio de uma pesquisa descritiva, com abordagem e análise de resultados quantitativos e qualitativos. Os resultados mostram que os estudantes consideram as tarefas avaliadas no ambiente virtual de aprendizagem essenciais no seu processo ensino-aprendizagem, além de destacarem que as mesmas são necessárias para um bom rendimento na sua avaliação final. No entanto, há alguns pontos que precisam de atenção como: material didático objetivo, maior comprometimento de coordenadores/professores/tutores nas respostas as suas dúvidas, além da questão do tempo para postagem das tarefas. Acredita-se que com uma maior atenção a estas solicitações, as tarefas avaliadas terão cada vez mais relevância e importância neste processo ensino-prendizagem.


Palabras clave


EAD; tarefas avaliadas; ensino.

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))

Referencias


Alonso, K. (2005). A avaliação e a avaliação na Educação a Distância. In: Preti, O. (Org.). Educação a Distância: sobre discursos e práticas (91-106). Brasília: Liberlivro.

Aretio, L. G. (1995). Educación a distancia hoy. Madrid: UNED.

Babin, P.; Kouloumdjian, M. F. (1989). Os novos modos de compreender: a geração do audiovisual e do computador. São Paulo: Paulinas.

Barbosa, D. N. F.; Batista, M. M.; Orth, M. A.; Sarmento, D. F.; Castro, V.; Cortez, E.; Ramires, V. L. (2007). Educação a distância no ensino superior: caminhos organizacionais percorridos e suas propostas de formação de professores. Colabor@ - Revista Digital da CVA – Ricesu, 4 (16), (1-20). [em línea] Disponível em: http://www.ricesu.com. br/colabora/n16/artigos/n_16/pdf/ id_01.pdf (consulta 2012, 12 de julho).

Barilli, E. C. V. C. (2006). Avaliação: acima de tudo uma questão de opção. In: Silva, M.; Santos, E. (Orgs.). Avaliação da Aprendizagem em Educação On line (153-170). São Paulo: Loyola.

Barreto, A. de A. (1996). Eficiência técnica e econômica e a viabilidade de produtos e serviços de informação. Ciência da Informação, 25 (3), (2-18). [em línea] Disponível em: http://revista.ibict.br/ cienciadainformacao/index.php/ciinf/ article/view/466 (consulta 2012, 12 de julho).

Bassani, P. B. S.; Behar, P. A. (2006). Análise das interações em ambientes virtuais de aprendizagem: uma possibilidade para avaliação da aprendizagem em EAD. Revista Novas Tecnologias na Educação - RENOTE, 4 (1), (1-10). [em línea] Disponível em: http://seer.ufrgs. br/renote/article/viewFile/14044/7932 (consulta 2012, 12 de julho).

Brasil. (2005). Decreto n. 5.622, de 19 de dezembro de 2005. (2005, 23 de dezembro). Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, seção 1. [em línea] Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ Ato2004-2006/2005/Decreto/D5622. htm (consulta 2012, 12 de julho).

Brasil. (1996). Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. (1996, 23 de dezembro). Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, seção 1. [em línea] Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ leis/l9394.htm (consulta 2012, 16 de julho).

Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior - CAPES-UAB. (2012). Histórico. [em línea] Disponível em: http://uab.capes.gov.br/index. php?option=com_content&view=article &id=9&Itemid=21 (consulta 2012, 12 de julho).

Fuks, H.; Gerosa, M. A.; Lucena, C. J. P. (2001). Sobre o Desenvolvimento e Aplicação de Cursos Totalmente a Distância na Internet. Revista Brasileira de Informática na Educação, 9 (9), (61- 75). [em línea] Disponível em: http:// groupware.les.inf.puc-rio.br/public/ papers/TIAESBC-IE.pdf (consulta 2012, 14 de julho).

Gil, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa, 5a ed. São Paulo: Atlas. Haydt, R. C. (2002). Avaliação do processo ensino-aprendizagem. São Paulo: Ática.

Keegan, D. (1991). Foundations of distance education, 2a ed. Londres: Routledge.

Kenski, V. M. (2003). Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus.

Libâneo, J. C. (1991). Didática. São Paulo: Cortez. Luckesi, C. C. (2005).

Avaliação da aprendizagem na escola: reelaborando conceitos e recriando a prática. Salvador: Malabares Comunicação e Eventos.

Maciel, I. M. (2002). Educação a distância e ambiente virtual: construindo significados. Boletim Técnico do SENAC, 28 (3), (38-45).

Maia, C.; Mattar, J. (2007). ABC da EAD: a educação a distância hoje. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Ministério da Educação do Brasil. (2012). Rede e-TEC Brasil. [em línea] Disponível em: http://portal.mec. gov.br/index.php?option=com_ content&view=article&id=12326:e-tecapresentacao&catid=293:escola-tecnicaaberta-do-brasil-e-tec&Itemid=665 (consulta 2012, 12 de julho).

Miranda, G. L. (2007). Limites e possibilidades das TIC na educação. Revista de Ciências da Educação, 3 (3), (41-50). [em línea] Disponível em: http://sisifo.fpce.ul.pt/?r=11&id=74 (consulta 2012, 12 de julho).

Moodle (2012). Open Source de Gerenciamento de Cursos. [em línea] Disponível em: https://moodle.org/ about/ (consulta 2012, 12 de julho).

Moran, J. M. (2011). O que é Educação a Distância [em línea] Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/ dist.htm (consulta 2012, 12 de julho).

Moura, A. M. M.; Azevedo, A. M. P.; Mehlecke, Q. (2011). As Teorias de Aprendizagem e os Recursos da Internet Auxiliando o Professor na Construção do Conhecimento. Publicação on line da Associação Brasileira de Educação a Distância. [em línea] Disponível em: http://www2.abed.org.br/ visualizaDocumento.asp?Documento_ ID=17 (consulta 2012, 12 de julho).

Otsuka, J. L.; Rocha, H. V. (2012). Avaliação Formativa em Ambientes de EAD. In: 13 Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, São Leopoldo: SBIE. [em línea] Disponível em: Recuperado em: http://www.teleduc.org.br/artigos/17_ jh_sbie2002.pdf (consulta 2012, 12 de julho).

Piletti, C. (1987). Didática geral. São Paulo: Ática. Porfirio, J. H.; Mello, L. S. (2007). Aprender a distância e ensinar: o uso do recurso midiático (computador) como instrumento educacional em cenário de formação docente. 16 Congresso de Leitura do Brasil. Campinas: Associação de Leitura do Brasil. CD-ROM.

Quintana, A. C.; Quintana, C. G. (2012). A execução das tarefas virtuais no contexto da educação a distância: um estudo em um curso de graduação em administração. Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, 5 (2), (277-297). [em línea] Disponível em: http://www. periodicos.ufsc.br/index.php/gual/ article/view/1983-4535.2012v5n2p277 (consulta 2013, 05 de agosto).

Santos, J. F. S. (2005). Avaliação no ensino a distância. Revista Ibero-americana de Educação, 38 (4). [em línea] Disponível em: http://www.rieoei.org/ deloslectores/1372Severo.pdf (consulta 2012, 27 de outobro).

Silva, M. (2006). O Fundamento Comunicacional da Avaliação da Aprendizagem na Sala de Aula On line. In: Silva, M.; Santos, E (Orgs.). Avaliação da Aprendizagem em Educação On line. São Paulo: Loyola.

Zabala, A. (1999). Como trabalhar os conteúdos procedimentais em aula, 2a ed. Porto Alegre: Artmed.




DOI: http://dx.doi.org/10.5944/ried.17.2.12695

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




RIED. Revista Iboeroamericana de Educación a Distancia
(La Revista Iberoamericana de la Educación Digital)

 
Director/Editor : Lorenzo García Aretio
UNED, Facultad de Educación
C/ Juan del Rosal, 14
28040 Madrid (Spain).
ried@edu.uned.es 
ISSN :1138-2783
E-ISSN : 1390-3306
Depósito Legal : M- 36.279 -1997
Edita: Asociación Iberoamericana de Educación Superior a Distancia (AIESAD
)    

Reconocimiento NoComercial (by-nc): Se permite la generación de obras derivadas siempre que no se haga un uso comercial. Tampoco se puede utilizar la obra original con finalidades comerciales.
SÍGUENOS EN:

https://2.bp.blogspot.com/-wtzwURZeg6I/V_y8vM5DmdI/AAAAAAABKKQ/y_fW6U2dW3cOLG6z-tUwJ9u1Pwt9ltXHACLcB/s320/blogger_b_logo.jpg   https://4.bp.blogspot.com/-Q3lAzaCezXA/V_TZ0BTuIkI/AAAAAAABKF4/wP8QRQVCPiQnk0sE7nEDnZHY5F03AOjbgCLcB/s200/twitrer_120%2B%25281%2529.jpg  https://4.bp.blogspot.com/-4So1RLxqN7Q/VHMWABdXX9I/AAAAAAAAb4E/mV00Ac5Gm-Q/s1600/fb_icon_325x325.png    https://1.bp.blogspot.com/-S7ecZmnt3os/Vzmf77J7EfI/AAAAAAABEYc/g3MJ_0z_noUtAiLS7MRRHXgzOkGbZbfUACLcB/s200/scholar_logo_lg_2011.gif 
 

Colaboran con RIED:

https://2.bp.blogspot.com/-VKcDNIR3Sqk/V_aPanb6P0I/AAAAAAABKIA/XSdUeendX2wJ_afKOCIIkxkZjW0ZnT0vACLcB/s320/logoCUED.jpg       https://3.bp.blogspot.com/-wxw5W-VCRGA/WAnp69yeyuI/AAAAAAABKgo/LHi490KturcyZQE7KnlK2ZT9taWEUXkgQCLcB/s320/logo-AM2.01.png