PAULINA CAMPELO MACEDO: UMA PORTUGUESA NA IMPRENSA BRASILEIRA DA PRIMEIRA REPÚBLICA

Eduardo da Cruz

Resumen


A escritora e educadora portuguesa Paulina Campelo Macedo (21/04/1873  ̶  14/09/1931), ainda jovem, emigrou para o Rio de Janeiro, onde passou a participar ativamente da vida cultural da colônia portuguesa nessa cidade. Destaca-se em sua carreira a participação no jornal dirigido a seus conterrâneos, o União Portugueza, desde 1899, publicando pequenas narrativas e poemas, além de breves artigos laudatórios e sobre educação. Foi, contudo, seu trabalho como articulista em um dos principais periódicos brasileiros da primeira república, O Paiz, diário de grande circulação, assinando com o pseudônimo de Lia de Santa Clara até a década de 1920, que permitiu que ela atingisse novos leitores e conseguisse publicar suas obras em outros títulos da imprensa. Após rastrearmos suas colaborações em jornais e revistas, procuramos, neste trabalho, perceber como sua situação marginal de mulher e estrangeira aparece representada em seus textos, tanto naqueles dirigidos aos imigrantes como ela, quanto nos que podiam alcançar o público brasileiro em geral.

Palabras clave


escrita feminina; imprensa periódica; relações luso-brasileiras; imigração

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5944/rei.vol.4.2016.16859

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.



Licencia de Creative Commons

La Revista de Escritoras Ibéricas está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional

ISSN 2340-9029
http://revistas.uned.es/index.php/REI
© de la imagen Carlos Pan